redemption – fábio roque

Posted by on Feb 3, 2014 in coisas que me inspiram..., vária

sou um coleccionador ávido de livros e em especial de fotolivros. por isso vi com especial agrado o lançamento de um novo projecto editorial e ainda por cima de alguém que trabalha comigo no colectivo phos. nasceu a our private garden e no lançamento eis o livro redemption do fábio roque. dito isto e tirando já do caminho todo e qualquer disclaimer porque eu e o fábio pertencemos ao mesmo colectivo e etc. vamos ao livro.

eu gosto deste tipo de edição em xerox, preto&branco muito contrastado, com os pretos manchados, um look muito característico destas impressões, por outro lado reconheço que este look não serve para tudo. mas o que faz verdadeiramente um livro são as fotografias e eu acho que aí o redemption brilha, é talvez um dos melhores que tenho cá em casa neste formato e as fotografias são tudo neste livro. trespassa todo o livro uma sensação de solidão e tristeza que me agrada muito, um certa visão de cidade que eu gosto e procuro no meu próprio trabalho fotográfico. o preto&branco está bem escolhido e a impressão ajuda a dar o tom certo à narrativa.
eu gosto muito do trabalho do fábio roque, talvez porque me identifico com ele, e acho-o bastante coerente e muito bom fotógrafo. a construção narrativa dele agrada-me e agarra-me ao livro do principio ao fim, há uma imagem no livro que me agrada particularmente: um colchão com um lençol por cima, meio tapado, meio destapado. uma fotografia cheia de grão mas doce, quase triste que nos apanha desprevenidos, na página a seguir o vazio, o fim do colchão, o chão e nada resta a não ser a escuridão. toda a narrativa nos conduz por uma cidade irreconhecível, vazia, suja, triste; pelos suburbios, pela tristeza que trespassa tudo e todos numa voracidade atroz que reduz a luz a preto&branco, sem nada pelo meio a não ser a solidão.

como podem perceber o redemption é algo que entranhei e que admiro, gosto da narrativa, da paginação, gosto do livro! e terá um lugar especial na minha colecção. que seja ao mesmo tempo o trabalho de alguém com quem eu trabalho no colectivo phos é motivo suplementar de orgulho. e tratem de o comprar antes que esgote…